Swipe to the right

Sinais de Fumaça

O mundo dos charutos e a arte de degustá-los

Cesar Adames entrevista Silvio Nunziato sobre os Termoumidores Sensatti

Cesar Adames entrevista Silvio Nunziato sobre os Termoumidores Sensatti

Confira o papo aqui no site ou em nosso canal no Youtube

Quem aprecia a arte da degustação de charutos sabe que a regra número 1 da melhor experiência é a conservação. E é palavra de especialista: o jornalista Cesar Adames, expert em puros e em bebidas.

Adames entrevistou Silvio Nunziato, da Sensatti, sobre o produto que, sem suas próprias palavras, “vai revolucionar esse mercado”: o Termoumidor Sensatti.

Assista à conversa aqui:

No papo, Silvio começa contando como transformou uma paixão em negócio – desde os tempos de degustação de marcas nacionais até a descoberta dos cubanos, passando por uma viagem a Cuba que deu início a história que hoje culmina com a chegada ao Brasil dos Termoumidores Sensatti.

“Tentei procurar um produto que unisse o útil ao agradável: que fizesse sentido financeiramente e que fosse útil e necessário para o negócio de charutos”, explica Silvio. Após muita pesquisa, ficou claro qual seria o gargalo desse segmento. “Não existia nada no mercado que preservasse e armazenasse os charutos em condições ideais”.

Mas o que muda se você não tiver um aparelho que se encarregue dessa conservação? Essa, o próprio Adames te responde: “O charuto pode ficar seco demais, aí você degustar e ele vai quebrar todo, ou pior: ele fica muito úmido, você vai ter de acendê-lo toda hora e não vai ter prazer nenhum”.

Aliás, esse é o único ponto em que todo charuteiro concorda. O melhor corte, a forma mais adequada de acender, a melhor origem... Cada um tem sua opinião sobre isso. Mas a conservação é consenso. Ou melhor: “É fundamental”, afirma Adames.

Veja Mais

[profiler]
Memory usage: real: 38797312, emalloc: 38402712
Code ProfilerTimeCntEmallocRealMem